Buscar
  • Assessoria de Imprensa – SantosPress Comunicação I

Projeto Ondas recebe apoio e auxilia no combate a fome no Guarujá (SP)

Atualizado: 25 de ago. de 2021

Já foram mais de três meses de ajuda às famílias com o apoio do Itaú Social e do OSC Gerando Falcões (Poá/SP)


Com o objetivo de auxiliar as diversas famílias do Guarujá (SP) que se encontram em situação de vulnerabilidade socioeconômica, sobretudo, por conta da pandemia do COVID 19, o Projeto Ondas conseguiu duas importantes parcerias. Primeiro, com a OSC Gerando Falcões, de Poá (SP), que destinou 206 cartões de vale-refeição, no valor de 300 reais cada e, em segundo, com o Itaú Social, por meio de um edital de Concurso de Projetos, destinados ao provimento de cestas básicas e itens de primeira necessidade as famílias vulneráveis.


A primeira ação, com a ajuda da OSC Gerando Falcões, ocorreu ao longo dos últimos três meses (maio, junho e julho) com a distribuição dos cartões de vale-refeição no valor de 300 reais para cada família residente em áreas vulneráveis dos bairros da Pedreira, Cantagalo e Cidade Atlântica e que se encontram em situação de extrema pobreza, totalizando um valor de 61 mil e 800 reais.


Já na segunda ação, que contou com o apoio do Itaú Social, destinando 45 mil e novecentos reais ao provimento de cestas básicas, também no período de três meses (julho, agosto e setembro), foram contempladas cerca de 90 famílias, parte delas referenciadas no Ondas, como também famílias indicadas pela Rede Municipal (CRAS) e outras organizações parceiras.


Para essas ações, destaca-se a especial atuação da assistente social do Ondas, Rafaella Barros, que trabalhou em conjunto com as lideranças comunitárias dos bairros para a identificação e cadastro das famílias, favorecendo sempre as mais necessitadas no momento. “Destacamos a relevância da credibilidade da nossa entidade, que neste momento, por meio destas importantes parcerias, consegue contribuir com a municipalidade para a redução da pobreza extrema, minimizando a fome e impactando diretamente a vida de mais de 2 mil pessoas”, afirma o presidente do Projeto Ondas, Jojó de Olivença.


Desta forma, a entidade consegue cumprir o papel de Organização Social da Sociedade Civil, que para além dos processos educativos, une forças para a solução das outras ‘dores’ das comunidades vulneráveis do município. “Temos esse compromisso com o nosso ‘agir local’, contribuindo com as mudanças globais, em consonância com a Agenda 2030, ODS (Objetivo Desenvolvimento Sustentável 2), Fome Zero e Agricultura Sustentável.

35 visualizações1 comentário